As cerejeiras

“À sombra das cerejeiras em flor,
pessoas de todo estranhas
não há.”
(Kobayashi Issa, 1763-1827)

oOo

Estive em Nova Friburgo no sábado, dia 16. A cidade continua e linda e melhor, suas cerejeiras, trazidas pelos imigrantes da colônia japonesa e beneficiadas pelo clima da serra, estão todas floridas. Uma florada efêmera, curta e intensa. Símbolo do Japão, as cerejeiras era muito apreciadas pelos antigos samurais e passou a representar a efemeridade da existência humana e ao lema dos samurais: viver o presente sem medo. Assim, a flor de cerejeira está também associada ao código do samurai, o Bushido. Como não levei uma câmera decente (celular não vale) e só permaneci um dia, fiz a colagem acima com antigas fotos, da época que estava todos os dias por lá. Aliás, bem em frente de minha casa tem uma dessas belas árvores. A cidade fica mais alegre, luminosa e, por que não, perfumada.

IMG_1638-COLLAGE (1)

Fotos: Carlos Emerson Junior

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s